Logo do cpf
 
Página principal Edífício Funções Exposições Património História Notícias Perguntas Frequentes Contactos Ligações Loja Mapa do site
   
 
Documento do Mês

 
  Notícias
 
Navegação Rápida
 
     
English Version
 
site da DGLAB  
:: Documento do mês
O “Documento do Mês”, como meio privilegiado de dar a conhecer o nosso acervo presencialmente e à distância é apresentado na Antiga Cadeia e Tribunal da Relação do Porto, sede do CPF.


Arquivos e Coleções

Dando seguimento à mostra de imagens da Coleção Nacional de Fotografia, daremos a conhecer fotografias nas quais Portugal nos é revelado, por autores nacionais e estrangeiros.


 
Portugal,1976  
 
   

Joseph Koudelka, 1938
Portugal,1976
Coleção Nacional de Fotografia, PT/CPF/CNF/000571

Joseph Koudelka, natural da Morávia, tirou as suas primeiras fotografias enquanto estudante, nos anos 50.
Koudelka deixou a Checoslováquia por razões políticas em 1970 juntando-se, pouco depois, à Magnum Photos. Em 1975, publicou o seu primeiro livro Gypsies, e em 1988, Exiles. Trabalha desde 1986 com uma câmara panorâmica tendo compilado estas fotografias no livro Chaoes em 1999.
Koudelka já publicou mais de uma dúzia de livros, incluindo mais recentemente, em 2008, Invasion Prague 68.
Foi galardoado com importantes prémios tais como Prix Nadar (1978), Grand Prix National de la Photographie (1989), Grand Prix Cartier-Bresson e the Hasselblad Foundation International Award in Photography (1992).


 
   

Fundo Bibliográfico

Na vertente “Fundo Bibliográfico” o documento do mês contará com uma seleção de publicações de temas vários, dando destaque às novidades disponíveis para os utentes da Biblioteca Pedro Miguel Frade, ou seja, exibindo as incorporações mais recentes.

 
ESTORIL: PASSADO A PRETO E BRANCO  


“ESTORIL: PASSADO A PRETO E BRANCO”

Tinha conhecimento que o Estoril foi construído para uma burguesia e para uma aristocracia essencialmente lisboeta?
“D. José tratou os seus males nas termas do Estoril, D. Luís passava o verão na cidadela e D. Carlos divertia-se em regatas na baía de Cascais. Muito antes de a Costa do Sol se tornar uma estância de luxo, já os monarcas e a corte desfrutavam dos banhos de mar”.
“Ao princípio, o Estoril vivia de costas para o mar. (…) Até praticamente ao século XIX, era no interior que o povo encontrava o sustento providenciado pelas terras de cultivo” (Super Interessante 2012). São João do Estoril nasce em 1890. O clima, a praia, as casas envolvidas por belos arvoredos e jardins decorados com estátuas, as ruas largas com iluminação noturna, a água canalizada, os casinos, os hotéis e estação de comboios com linha direta a Lisboa constituíram os principais polos de atração para os turistas.

Cardoso, Guilherme. [1996]. Estoril: passado a preto e branco. [Cascais]: Associação Cultural de Cascais.
Super Interessante. 2012. “A praia dos reis. “Acedido a 25 de julho de 2017.
www.superinteressante.pt/index.php/historia/artigos/1891-a-praia-dos-reis

 
Equipamento Fotográfico em destaque

No que respeita à Coleção de Câmaras e Equipamento Fotográfico revelaremos, no corrente ano, variadas câmaras fotográficas, dando realce a pormenores de interesse sobre as mesmas.

 
Instamatic 28, ca. 1972-1974  


Instamatic 28, ca. 1972-1974
Construtor Kodak Limited, Londres, Inglaterra

Coleção de Câmaras e Equipamento Fotográfico do CPF / Coleção António Pedro Vicente, PT/CPF/CCEF/APV/01744
© Centro Português de Fotografia/DGLAB/MC


A Kodak lançou o modelo de câmaras Instamatic ainda na década de 60 do século XX. Utilizando o recém-lançado filme 126, as Instamatic caracterizavam-se por ser câmaras compactas e de funcionamento muito simples. Resistentes e fáceis de transportar, foram durante algum tempo as preferidas das famílias, registando para a posteridade momentos inesquecíveis de um qualquer dia de férias. ..

 
© 2017 Centro Português de Fotografia | Otimizado para uma resolução de 1024x768 pixels